Um grupo de humor multimí­dia formado por redatores, radialistas e atores de todos os sexos. Nosso projeto é recolher toda a produção de lixo involuntário e reciclar em humor voluntariamente non sense, com pitadas de acidez no processo químico, besteirol no acabamento e anarquia como produto final. Se você curte Monty Python, Irmãos Marx, Veríssimo, South Park, Seinfeld, TV Pirata, Chiclete com Banana, Casseta Popular, Planeta Diário... Nós também gostamos! Daí­ a fazermos algo do mesmo nível já é uma diferença abissal. Enfim, você está interessado nisso? Coisa mais sem graça explicar grupo de humor... Em breve, manifesto do grupo em DVD.
Alexandre Clarim Colecionador profis-
sional de pérolas trash e humorista amador. Apesar de ser jornalista acredita que sabe escrever e delegou para si o confortável tí­tulo de redator. De vez em quando paga micos como macaco de imitação fazendo vozes de personagens e personalidades. Já assinou uma coluna de humor no jornal policial carioca O POVO, mas para o alívio dos parentes e amigos nunca apareceu na primeira página.

Felipe Rangel O mascote do Mico, com apenas 18 anos, possui um talento e uma ejaculação precoce para o humor, gozando todo mundo em ritmo acelerado. Além de redator, fez um ano de Tablado, mas mantém sua convicção pelo heterossexualismo. Os outros membros do grupo acreditam que Felipe na verdade é um senhor de 75 anos que clonou um moleque de 18, tamanho o seu conhecimento sobre tudo.

Fernanda Celleghin Autora, redatora, atriz,radialista, modelo e manequim. Faz vozes que até Deus duvida, sendo o alter ego de vários personagens. É a porção mulher do grupo "O Mico" e tenta a todo custo aplacar as grosserias nas piadas boladas pelos machos do grupo. Tarefa na qual costuma ser mal sucedida.

Juliana Paixão - Jubiléia, vulgo Juliana Paixão, é a radialista do grupo "O Mico". Além de atriz, modelo, manequim e futura ex-Big Brother. Também interpreta vários personagens. É a segunda porção mulher do mico e já desistiu de aplacar a grosseria dos machos do grupo, atuando como uma integrante feminina exemplar. Sempre arrumando a casa e preparando a comida.

Pablo Kaschner - Formado em Rádio e TV mas sua carreira ainda não tomou forma. Atualmente cursa jornalismo e, mesmo assim, o curso de sua vida ainda não está definido. O que ele quer (como se pudesse querer alguma coisa) é que descambe pelo lado do humor e é por isso que ele se juntou a essa cambada de desocupados d´O Mico. Foi um dos autores do livro "Humor, tô vivo" e assim que seu livro sobre os seriados Chaves e Chapolin sair, ele avisa...Epa, já saiu!
 








Coloque seu e-mail aqui e receba gratuitamente (até parece que alguém ia pagar) as novidades do mico na rede além de spams do Viagra, Valium e Apracur




Leia este blog em RSS





 
Eu Hein- Você nunca riu nada igual
Sedentario e Hiperativo
Sem Meias Palavras
Ah Tri Né
Uebas
Esculhambação!
Blog do Noel
Danosse
:: Tio Jedi ::
o Senhor dos PastéiS
www.perolaspoliticas.com
Tio Punk
Eita Preula!com.br

Teobaldo HP
OMEdI:: O Maior Espetáculo da Internet
Idéias de Lívia Lamblet
You Tube TV
Nóis na Tira
Blog Rebola Na Rede
Mundo Gump
7x8
blog super jaca
Blog da Vaca Louca
Revista O Buslis.com
EnTrETeNhA-Me
DIAS ANORMAIS - O mundo diferente!
brogui.com - idiotices na internet
Melhor que ta tendo!!
Irmandade Véio Rosa
Uhull - Muito + Uhull!
[ DJAINDJAIVAS ROMI PEIGI ]
Bibelô
O Genérico
Cachorro Doido
Asttro - O Mundo Gira Em Torno!
Ai fode !
Dê um clique inútil aqui!
..::: Ganhando.info :::..
Blog do Voelho
Fortube.tk :: Best of TUBE
Image Hosted by ImageShack.us
Tribus Blog
Tic Derdi
Freelegs
Risada Forçada
Suspensa.info
Aonde, Ali?
Guenzos
Não seja Vacilão - Tome uma Atitude !!
Blog do Luiz
Blog do Pobre
Erre de Rudson
Relatorium
Cursos Grátis
  Cobertura BBB10: 28/02
Paredão do BBB - Ao Vivo
Novo endereço.
'Rihanna' nas alturas
Um dia celular
Trava de Chuteira
Oscar 2008 em perda de tempo real
Comando Maluto
Campo de concentração da escola de samba
Balada de Reveillon


  Junho 2006
Julho 2006
Agosto 2006
Setembro 2006
Outubro 2006
Novembro 2006
Dezembro 2006
Janeiro 2007
Fevereiro 2007
Março 2007
Abril 2007
Maio 2007
Junho 2007
Julho 2007
Agosto 2007
Setembro 2007
Novembro 2007
Janeiro 2008
Fevereiro 2008
Maio 2008
Maio 2009
Fevereiro 2010
 


 

Web www.omiconarede.com
258
  Feira Livre
Haloscan
Sitemeter
Google


  Este é um site de ficção e fantasia, qualquer semelhança com fatos e pessoas reais é mera coincidência. E além do mais, acreditem, não existe grana aqui que justifique algum processo.

online


Add to Technorati Favorites


Notícias quentes & Notas frias: Para pan: Atletas comemoram a paralização dos jogos.|Sarajane bate com o carro em Lambada e entra em K.A.O.M.A.|Advogados criminalistas de casas de câmbio não temem o aumento do dolo|

sábado, agosto 18

  Simpsons, o filme


Tem horas que compensa ter um blogzinho. Um exemplo disso foi a última terça feira, 14 de agosto, na qual assisti como se fosse alguém importante a disputada pré-estréia do primeiro longa metragem dos Simpsons. Só foi possível ver a animada película graças à estonteante Dani Koetz, gente boníssima, que coordena o projeto bloggers cut no qual blogueiros assistem, como se fossem gente, uma pré-estréia de algum filme da Fox e em troca só tem que deixar suas impressões sobre o filme no blog, sem censuras ou restrições de estilo. Melhor até que muitos jornalistas, que são obrigados a torcer o nariz para os blogueiros que tem os mesmos privilégios sem ter que aturar quatro anos de Mcluhan e Escola de Frankfurt numa faculdade.

Logo na entrada me deparei com uma cena emocionante. Os dubladores brasileiros dos Simpsons dando entrevista. A dubladora da Margie é uma velhinha que todo mundo queria ter como avó. Ela tava sendo entrevistada por uma repórter do TV Fama e, por incrível que pareça, não estava desmentindo um affair e nem briga com alguma piranha que quer ser Rainha de Bateria. A repórter perguntava algo como se estivesse entrevistando a Margie e nossa simpática senhorinha respondia fazendo a voz da personagem e mandando muito bem na improvisação, inventando as respostas na hora. Realmente, é emocionante ver como até uma matéria do TV Fama consegue ficar interessante com gente de talento. Não sei se já foi ao ar, se já passou e estiver no You Tube me avisem que acrescento ao post.

Na recepção também estavam alguns caras vestidos como os personagens. Por alguns segundos, cheguei a pensar que eram robôs. Não combina muito com os Simpsons na minha opinião. Pessoas que ganham a vida fantasiadas de boneco gigante de algum personagem é o tipo de coisa que em Os Simpsons seria alvo de alguma sacanagem certeira. Apesar disso, nosso amigo Rômulo do blog do Noel, conseguiu uma imagem bacana: Os caras fantasiados fazendo a dança do siri. Se bem que a dança do siri combinaria mais com outra série do mesmo Matt Groening, criador dos Simpsons, o Futurama, de onde ela originalmente surgiu antes de ser adotada pela turma do pânico.


Os bonecos dos Simpsons fazendo a Dança do Siri



A gênese da dança do siri

Falando nos blogueiros, além do Rômulo, estavam lá o Rodrigo do Jacaré Banguela e, segundo fontes, até o Kibe. Mas acabei não vendo ninguém. Se bem que quem quer ver um blogueiro numa sala escura ? A não ser que este blogueiro seja a Dani, é claro. Sem mais delongas passemos ao filme. Bom, vamos começar pelo óbvio que todo mundo está falando, e eu concordo em parte: O longa dos Simpsons não passa de um episódio esticado. Talvez a expectativa que o filme tenha gerado não fez com que a maioria das pessoas enxergassem que isso seria o óbvio. Será ?

Pegando como exemplo outra animação, está bem mais hardcore, o South Park. O longa South Park, maior, melhor e sem cortes realmente tem cara de desenho-que-virou-longa. Temos uma nítida sensação que tudo que víamos na tela pequena se ampliou no cinema. As piadas, referências, roteiro e momentos antológicos. Acho que talvez seja o que mais eu senti falta em Simpsons- The movie, cenas antológicas das quais lembraremos por anos a fio como sacadas geniais. O Saddam como amante do diabo no inferno, os números musicais, as inúmeras piadas com personalidades e o humor escrachado que procurou não esquecer de ninguém fazem do longa de South Park uma experiência única. Diferente do longa dos Simpsons.

Então, o filme é ruim ? Não, ele vale a pena e muito. Só que paradoxalmente o fato de ser muito bom deixa transparecer que podia ser um espetáculo. Eu esperava, pela longevidade da série e pela sua importância simbólica na cultura pop, que existiriam dezenas de pequenas participações de celebridades se auto sacaneando como vem acontecendo em doses homeopáticas ao longo de todos estes anos de série. E que estas pessoas disputariam esta chance de ser citado no longa dos Simpsons a tapa. No lugar disso, Groning e sua equipe (os roteiristas de quase todas as temporadas participaram do roteiro da película) em valorizar o elenco fixo, ou seja, a família Simpson e os amáveis habitantes de Springfield.

No entanto, o que foi desenvolvido ao longo de anos de série, não poderia ser comprimido em 1h30 de filme. Portanto, personagens que tem um peso grande num episódio comum, no filme aparecem muito pouco. O Sr. Burns, por exemplo, aparece em uma única mísera cena. Outros personagens como Moe e Flanders já aparecem um pouco mais. O roteiro tenta dar um jeito de fazer todos aparecerem pelo menos alguma vez, concentrando a estória nos Simpsons.

O filme começa muito bem com uma brincadeira metalingüística das boas. Uma cena de Comichão e Coçadinha, só que desta vez não na televisão. Adivinhem onde ? O gato e o rato protagonizam um longa bem mais sangrento que sua série de tv. O que já nos avisa que Os Simpsons irão carregar um pouco mais suas piadas de humor negro, raciais e, até mesmo, sexuais nesta incursão pelo cinema. Homer faz um protesto alegando que está pagando algo que ele poderia ver de graça na televisão. Bom começo.

A estória se desenvolve tendo como tema a poluição em Springfield. Um assunto já bastante explorado ao longo da série, vindo daí a falta que senti do Sr. Burns, já que ele é um dos principais responsáveis pelos níveis alarmentes de poluição da cidade. No começo, um concerto ecológico do Green Day (primeira personalidade sacaneada de não muitas, uma coisa que eu senti falta no filme).

Contar mais seria estragar a diversão. Em resumo, Homer como sempre faz cagada e a cidade é isolada, causando a fúria dos moradores contra o personagem de cérebro diminuto. A partir daí, a idéia é relaxar e curtir a sucessão de piadas ácidas, inteligentes, sarcásticas, satíricas e também de humor físico que por sinal tem bastante ao longo do filme e são divertidas também. Só para constar, o filme se passa num futuro não muito distante em que o presidente dos Estados Unidos é Arnold Schwarzenegger.

A pré-estréia era a do filme dublado. Vou assistir de novo ao filme só que legendado para ter uma segunda opinião (sem gracinhas com exame de próstata). Apesar de achar a dublagem daqui melhor que a de lá, algumas piadas se perdem. Por exemplo, no filme a cidade de Springfield é isolada por uma cúpula. Criaram uma infame piada para a chamada no noticiário: "Tem cúpula eu ?". Em outro momento, quando Homer tenta descobrir uma verdade absoluta, ele solta a seguinte frase: "O Brasil é melhor que os Estados Unidos em futebol". Enfim, nada contra a dublagem e a adaptação das piadas, mas gostaria apenas de saber se as originias ficaram melhor.

Um dos charmes dos Simpsons, na minha opinião, é deixar sempre dúbio se é algo para crianças e adultos ou só para adultos. South Park, Family Guy e até mesmo o Futurama são claramente desenhos para adultos. Já animações 3D como Shrek e Monstros S.A são claramente para crianças com conteúdo que também irá agradar ou apenas atingir os adultos. Já Simpsons serve para os dois indiscriminadamente apesar de seu conteúdo ser basicamente adulto. Era engraçado ouvir como os pais se viravam para explicar para seus pimpolhos algumas situações. E como disse anteriormente as piadas neste filme são mais pesadas em todos os sentidos. É mais humor negro, mais piadas sexuais e até questões raciais. Nunca vou esquecer após uma cena que deixa implícito o sexo entre Homer e Margie a pergunta de um jovem inocente aos seus pais: "O que eles fizeram ?" Falando em animações 3D, para quem não viu este tease trailer dos Simpsons é muito bacana e dá uma leve sacaneada nesta onda de animações:



Uma dica, fiquem até o final dos créditos mesmo. Entre outras coisas vocês vão ver a primeira fala de Meg, além de outras surpresas. E encerrando, destaco algumas frases que já valem o ingresso do filme e que nem precisei anotar por que as decorei de tão boas:

- Hoje foi o pior dia da minha vida ? (Bart)
- Calma, foi o pior dia da sua vida até agora ( Homer explicando como o mundo funciona ao seu herdeiro).

- Acho que o senhor está enlouquecendo com o poder.
- Claro que estou enlouquecendo com o poder. Já imaginou enlouquecer sem poder, é muito chato. Ninguém te dá atenção.

- Balançar mais de uma vez depois do xixi já é masturbação. (Homer)

- Porco aranha, porco aranha ! (Veja no filme que você vai rir)

- Este livro não tem nenhuma resposta ! (Homer tentando resolver um problema via bíblia)

A pergunta final de toda resenha no fundo é: O filme é bom ? Lógico, é impossível algo envolvendo os Simpsons que não seja, no mínimo, bom. Então, o filme já estreou em grande circuito desde ontem e não precisa um blogzinho vagabundo dizer o óbvio. Vá assistir !


Nota de rodapé por:Alexandre Paim às 1:03 AM |
Link Permanente Afro |Enviar para os Amiguinhos



sexta-feira, agosto 17

  Olha as fotos do meu show, ficaram ótimas !

A estréia do show Ponto Cômicos foi um sucesso. Para quem não sabe, Ponto Cômicos é um show de stand up comedy que reúne uma turminha oriunda do humor na internet. Fazem parte do grupo eu e Felipe Rangel, ambos aqui do mico, Ronald Rios, do Fotos da Sandy Pelada, Nigel Goodman, colaborador do Faz Sentido, e Odisseu Kapyn, do Cocadaboa e da revista M.
E sábado passado, dia 11, foi só alegria. Casa cheia, público rindo, gente bonita e azaração. Registros deste momento histórico podem ser conferidos abaixo:



A turma reunida no palco. Da esquerda para direita (ou seria ao contrário, sou péssimo nisso) Nigel Goodman, Alexandre Paim, Odisseu Kapyn, Ronald Rios e Felipe Rangel.


Nigel Goodman mandando uma piada no palco que eu asseguro que foi muito engraçada.

O grande Fernando Caruso, integrante do Comédia em Pé, foi lá dar a benção pro grupo. Sempre de olho nos novos talentos.


Ronald Rios fala sobre drogas e ursos polares. Não necessariamente nesta ordem.

Odisseu Kapyn, nosso mestre de cerimônias, e sua impagável imitação de Roberto Carlos. Foi a primeira vez que um humorista decepou um pedaço de sua perna para melhor se caracterizar.


E hoje, dia 18, tem mais. Onde ? No saloon 79, Rua Pinheiro Guimarães, 79 Botafogo, a partir das 20hs. Rola promoção de double beer, ou seja, toma uma cerveja, a outra é de graça. Depois da gente, ainda rola show da banda Armazém 5 fazendo cover de pop rock.


Abaixo, o mapa para chegar ao local:



Nota de rodapé por:Alexandre Paim às 7:56 PM |
Link Permanente Afro |Enviar para os Amiguinhos



sexta-feira, agosto 10

  É amanhã, pessoal !

Pois é, finalmente realizamos o sonho do show de stand up próprio. Amanhã, dia 11 de agosto, estréia o show Ponto Cômicos no Saloon 79 , a partir das 20h. É a primeira vez que um grupo de humoristas da internet saem da frente do computador para encarar uma platéia munidos apenas do texto e do microfone.

O elenco é composto por Alexandre Paim e Felipe Rangel, aqui do Mico na Rede, Ronald Rios, Nigel Goodman e Odisseu Kapyn, colunista do legendário site de humor politicamente incorreto Cocadaboa.

E para garantir as risadas da platéia, o Saloon 79 fará a promoção da double beer, ou seja, toma um chopp, o segundo é de graça. Depois do show ainda rola o som da banda Anemona (cover da Rita Lee). O preço desta brincadeirinha toda é apenas 8 reais de couvert artístico. O Saloon 79 fica na Rua Pinheiro Guimarães, 79, em Botafogo. Abaixo, o mapinha para ninguém se perder e nenhum homem precisar pedir informação para alguém na rua.

Abaixo, alguns vídeos dessa gente blogueira sem bronze mostrando o seu valor fazendo apresentações de stand up comedy no show Comédia em Pé do Rio de Janeiro:



Alexandre Paim



Nigel Goodman



Ronald Rios


Nota de rodapé por:Alexandre Paim às 3:18 PM |
Link Permanente Afro |Enviar para os Amiguinhos



terça-feira, agosto 7

  Overdose de humor nesta terça feira

Os cariocas fãs de humor não têm do que reclamar nesta terça feira. Simplesmente dois programas diferentes de humor num só dia, e nenhum deles é a nova sitcom do Falabella que estréia hoje na Globo (pensando bem, na sitcom do Falabella tem aquela menina que foi Chiquitita, ela é gostosinha até): Lançamento dos livros de dois gênios do humor gráfico brasileiro e um novo show de stand up comedy na cidade.

Lançamento dos livros de André Dahmer e Allan Sieber na Livraria da Travessa




O lançamento de dois clássicos do cartum afro-brasileiro: "Mais preto no branco" de Allan Sieber (mais uma compilação das tirinhas idiossincráticas do cartunista gaúcho oriundas de seu famoso Talk to Himself Show) e "O Livro Negro de André Dahmer "(o criador dos Malvados num livro de humor negro para rir enquanto corta os pulsos) acontece hoje em Ipanema, na Livraria da Travessa (Rua Visconde de Pirajá, 572 - Ipanema), a partir das 19hs. Ainda rola mesa redonda com os autores, coordenada por ninguém menos que Arnaldo Branco (o melhor cartunista em atividade na opinião deste que vos posta), completando assim o trio ternura do cartunismo brasileiro.

Estréia do show Sindicato da Comédia

Depois de prestigiar o evento acima, dá pra correr e chegar às 20:30 para assistir a um novo grupo de stand up comedy carioca, o Sindicato da Comédia no Espaço Maurício Valansi (Rua Martins Ferreira, 48 - Botafogo). Composto pelo trio Nigel Goodman, Felipe Absalão e Marcos Castro, o elenco se apresentou várias vezes no show Comédia em Pé e devido à boa repercussão montaram um show para fortalecer o gênero no Rio de Janeiro. Participarei do show como convidado falando algumas besteiras que ainda não publiquei aqui. Além de mim, também participarão como convidados José Sapir e Henrique Fedorowicz que vai perder hoje sua virgindade no palco. Abaixo, uma prévia do material da rapaziada.

Nigel Goodman


Marcos Castro


Nota de rodapé por:Alexandre Paim às 11:31 AM |
Link Permanente Afro |Enviar para os Amiguinhos



domingo, agosto 5

  Galeto de Quintino

Hoje fui num galeto.
Não apenas UM galeto...O meu favorito de todos que eu já comi.
Enfim, esperando pra ser servido, depois de já ter pedido, vi que o tupperware que guarda o molho à campanha, na verdade, era uma daquelas lixeirinhas de plástico "SanRemo".
Como se não fosse o bastante,minutos depois um maluco, que parecia o gerente, grita pra um garçom:

-"Porra, vê na gaveta!NA GAVETA!
Vê se o pão tá na gaveta!"


Enfim, tinha esquecido de pedir a batata frita.
Mas depois dessas, fiquei com medo de pedir e alguém tirar a porção do cu.

Nota de rodapé por:Felipe Rangel às 8:36 PM |
Link Permanente Afro |Enviar para os Amiguinhos



sábado, agosto 4

  Humor negro para cinéfilos 2(ou "Qual é o nome do filme?")






























Na capa do 'Jornal Extra' hoje e nas melhores salas do ramo.

E eu pensando que o 'máximo' tinha sido a manchete do Meia Hora:
"Araketu morre que nem pipoca."

Nota de rodapé por:Felipe Rangel às 1:32 PM |
Link Permanente Afro |Enviar para os Amiguinhos





  Humor negro para cinéfilos

Comentário de um crítico de cinema após o fechamento dos caixões de Ingmar Bergman e Antonioni: "Eles continuam sendo autores herméticos."

Nota de rodapé por:Alexandre Paim às 3:46 AM |
Link Permanente Afro |Enviar para os Amiguinhos